• JUNTE-SE A NÓS NAS REDES SOCIAIS:

Comer com as mãos

Categoria: Uncategorized por 30 de março de 2010

Hoje a Úrsula se divertiu comendo um hambúrguer caseiro de frango com seus dedinhos. E me lembrei do pedido da Madalena aqui sobre sugestões de comidinhas para comer com as mãos. A Parents tem um matéria legal sobre isso (de onde peguei as fotos), mas resolvi listar alguns petiscos que fazem sucesso com minha pequena. O segredo é sempre oferecer bem picadinho e em um pratinho de plástico já que a chance dele ir parar no chão é grande! Cozinhe o que for preciso, para ficar bem molinho, e não esqueça de temperar para ficar ainda mais gostoso.

banana, maçã, pêra, abacate, uva, laranja, melancia, goiaba, melão, cereja, pêssego, manga, kiwi (separadas ou em forma de salada de frutas)
torrada, pão (sozinhos ou com geléia, requeijão ou manteiga)

arroz, milho, ervilha
pedacinhos de frango, de peixe ou carne moída
queijos, tomate, brócolis
batata, cenoura, abóbora, abobrinha (cozidos)
macarrão, ovo cozido,
sucrilhos (de preferência sem açúcar), bolacha sem recheio, bolo, queijo com goiabada.

Um beijo da Mô

 P.S. Se você tiver mais sugestões conte para nós!


Comentários

  1. Olá! como pode ver,já me viciei no blog ,né?rsrs..o meu filho adora comer sabe o que com as mãos?acho inusitado para o paladar de uma criança de 4 anos..mas gosto é gosto: azeitonas e cogumelos!!pode um negocio desses??já vi que quando crescer vai adorar um tira-gosto…hahaha…

  2. Sarah disse:

    Adorei o post! Dicas anotadas!
    um beijo

  3. Anonymous disse:

    Patricia e Monica,
    obrigada pelo carinho e delicadeza em fazer posts especialmente sobre este problema tao importante que estou passando com a minha filha. Estou insistindo para que ela coma com as maos, deixando ela esmigalhar tudo antes de por na boca (*aflicao total*), jogar metade no chao, passar no cabelo, etc. Mas hoje, ela nao comeu nada de almoco e, entao, no desespero, fiz sopa para o jantar. Ela comeu um prato grande como o meu + banana + torradinhas. Deu uma dor no coracao em pensar que ela deve estar passando fome com esta minha mudanca repentina no cardapio.
    Sera que eh isso mesmo? Devo insistir em toda-santa-refeicao? Ou sera que devo alternar para ter certeza que, pelo menos, ela se alimenta direito?
    Um beijo grande em voces e, mais uma vez, obrigada.

  4. Mãe mochileira,pode voltar sempre que estaremos cheias de novidades!

    Sarah, depois conta pra gente se as dicas deram certo

    Anônimo (será que você é a Madalena?)
    me lembrei de uma dica que o pediatra deu quando a Úrsula também não queria comer sólidos: dar metade de cada tipo (aliás, vou fazer um post sobre isso). Você faz a papinha pedaçuda, amassa apenas metade e vai servindo cada colherada de um jeito. Assim não fica com o coração apertado achando que sua filha está passando fome, mas também oferece o sólido para ela ir se acostumando com isso. Ás vezes é só uma questão de tempo, também. A Úrsula só foi comer sólido para valer com um ano e dois meses…
    beijos
    Mônica

  5. Isso me fez lembrar umas fotos lindas que tenho da Mariana chupando laranja cravo (no resto do país se chama tangerina) e outra dela comendo churrasco pela primeira vez. Menina, vc precisa ver a cara de felicidade da danada, chupando o alimento com apenas dois dentinhos. Parecia tão feliz!!!

    Ótimo feriado pra vc, Mô.
    Ah, fico feliz que lhe tenha servido o e-mail. Boa sorte com os preparativos.
    Bjks

  6. Anônimo (Madalena?),
    A dica da Mônica aqui nos comentários é preciosa. Teve mais alguém que falou em mesclar, no mesmo prato, a textura dos alimentos lá nos comentários do post E agora como faz?.
    Sim, tem de tentar em toda santa-refeição. Por que te falo que é preciso tentar em toda santa-refeição? Imagine quando a sua filha estiver sendo alfabetizada. Todos os dias ela será apresentada às letras, das mais variadas formas. Mas não passará um dia sequer sem que veja as letras. Assim é com a mudança da textura da comida. Ela precisa criar o hábito, além de aprender a engolir.
    Mas vc pode dizer que ler é diferente de se alimentar. Afinal, ninguém cai morto de fome por não saber ler e morre-se de fome. Sim, concordo. Mas pensemos de outra forma: a sua filha está sendo alfabetizada no mundo dos sólidos.
    Isso leva tempo e é cansativo.
    Mas, se você anotar num caderno, verás que ela, talvez, se alimente todos os dias. No dia da sopa, por ex., deve ter, no mínimo, tomado leite, comido alguma fruta.
    Uma vez a psicóloga da escola do meu filho disse para mim (pq eu vivia aflita com o Samuel achando que ele não comia nada): "Morre de fome apenas a criança que não tem comida em casa".
    Então, relaxe mais porque vai ficar tudo superbem. E lembre-se que há dias em que, de fato, as crianças comem melhor do que em outros e nem sempre é a textura da comida o motivo da inapetência, mas o paladar, o cansaço, a Lua, as marés…
    Lembre-se que ela está sendo "alfabetizada" nessa nova "linguagem" da comida. E há de se ter dedicação para o ensinamento, afinal, mastigar dá trabalho porque a comida demora para chegar no estômago. A papa líquida desce rápida e acaba logo com a refeição. O processo fica rápido para ela e para vc (que parece ser como eu e Mônica, ou seja, não tem lá muita paciência para aguentar a sujeira e a lerdeza da criança).
    Vai dar certo. Paciência. paciência e paciência.
    E continue compartilhando com a gente as evoluções e retrocessos.
    beijos e boa sorte
    Patricia

  7. This is simple fantastic

  8. [...] post, a Mô dá outras sugestões de comidinhas que cabem entre indicador e polegar e conta alguns [...]

  9. Fafavaldi disse:

    Já cheguei a encarar esse hábito da Nina (11 meses) com desespero, já que ela NUNCA aceitou nada na colher e come como um pequeno esquilo. Nem prato usamos, pois ele vira um brinquedo e toda a comida é espalhada, coloco tudo direto na bandeja do cadeirão. Hoje vendo os posts como o da Mônica e matérias sobre o assunto vejo de maneira positiva esse seu modo peculiar de se alimentar. É legal que experimente diferentes texturas e possa escolher que lhe mais lhe apetece.
    Outra coisa que ela adora é a bananinha fazendinha sem açucar. E uma descoberta maravilhosa foram os biscoitinhos de arroz integral (tem com linhaça e quinua). São maravilhosos para passeios, além de saudáveis.
    Bjs

  10. Giorgia Siqueira disse:

    Oi gente, o meu Yan tem 2 anos e meio e não come nenhum alimento cozido, com molho ou mole como papa, tudo tem que ser seco e sem tempero, nem sei mais o q fazer. Ontem inventei farinha de feijão (bati feijão cru no liquidificador e depois coloquei em uma frigideira e assei sem óleo, sem nada, só mexendo com a colher até ficar douradinho) e ele gostou muito, alguem sabe algum alimento seco nutritivo que eu possa dar? Valeu…

  11. Oi Pessoal,

    Minha filha tem 1a3m, e ainda mama. Ela quase não come nada, sempre comeu papinhas prontas, nunca quis as caseiras. E de uns tempos pra cá quer comer sozinha com a mão. E td q consegui dar foi pão, pq tenho medo q ela engasgue. Preciso de dicas.. ela tem mamado muiiiito :((

    Bjs