Criança magra = criança doente?

imagesMinhas filhas nasceram magrinhas, bem magrinhas – Isabella com 2 quilos e trezentos, Úrsula com 1 quilo e trezentos mais 25 dias na UTI Neonatal. Eu mesma, até os 25 anos, pesava inacreditáveis 48 quilos! Resultado: as duas continuam magras. Isabella é com certeza a mais leve da classe. Por isso digo de carteirinha que já ouvi a frase “sua filha parece meio doentinha” em todos os tons e ritmos diferentes. As garotas podem estar pulando, coradas, felizes, mas a falta de gordura nunca é perdoada. Quem tem filhos magros deve saber do que falo. No Brasil a gordura infantil ainda é vista como sinal de saúde.

Não, criança magra não significa criança doente. O fato, como já disse aqui, é que se…

* ela estiver bem, brincando, pulando, gritando
* apresentar uma curva de crescimento dentro do normal para sua idade – lembre-se que cada criança tem a sua curva de crescimento e o mais importante é que ela seja crescente
* ganhar peso sempre, mesmo que muuuuuuito lentamente
* não apresentar nenhuma doença – algo que você vai verificar sempre com o pediatra

…NÃO HÁ PROBLEMA NENHUM EM SER ESGUIO!

Apenas o médico – e não amigos e parentes bem intencionados – podem saber se a magreza é sinal de doença. Respire fundo quando ouvir certos comentários e não se ache uma coitadinha quando ver seu filho perto de outras crianças. Lembre-se o quão feliz ele será na adolescência e na vida adulta, sem ter de ouvir frases como “reeducação alimentar”, “nada de carboidratos depois das 18h” ou “dieta do abacaxi”.
E em como ficará bacana em todos os tipos de roupas!

Um beijo da Mônica