Quando o bebê não faz cocô

bebes-penico1Hoje não vamos falar sobre o que entra, mas sim sobre o que sai. Porque uma das maiores queixas nos consultórios pediátricos, principalmente nos seis primeiros meses de vida de uma criança, é que ela não faz cocô. E, vamos combinar, é mesmo meio assustador lidar com um bebê que fica três, sete, dez dias sem evacuar! A gente logo lembra dos desenhos animados onde o personagem infla, infla, infla e de repente explode!

Felizmente, a realidade com os bebês não é assim. Como explicou o pediatra Hugo Ribeiro Jr, da Universidade Federal da Bahia, durante palestra no último Summit, é normal e até esperado que um bebê fique dias sem fazer cocô. “Não tem prazo para criança ficar sem evacuar. Principalmente se ela está sendo amamentada, pois o aproveitamento do leite materno é muito grande e por isso a quantidade de fezes é reduzida mesmo”, explicou. Segundo dr Hugo, muitos pais reclamam dessa frequência. Mas se a criança não parou de comer, não ficou com o abdome distendido e não faz esforço para fazer o cocô, não há problema algum.

Aliás, essa é a melhor dica: uma criança só está constipada se, ao fazer cocô, precisa fazer muito esforço e a consistência das fezes é dura. Aí, independentemente da frequência de idas ao banheiro, o melhor é conversar com o pediatra e investir em alimentos amigos do intestino – você conhece eles aqui.

Então, chega de sustos se aquele pequeno ser ficar dez, quinze dias sem fazer cocô. Ele não vai explodir!

beijos

Mônica