• JUNTE-SE A NÓS NAS REDES SOCIAIS:

Como lidar com saias-justas em festas de aniversário


Quem nunca se viu em apuros em festas de aniversário? Quando ainda trabalhava na revista Crescer, fiz uma matéria bem bacana sobre saias-justas que podem acontecer nesses eventos. Reproduzo a matéria abaixo e a original você encontra aqui.

beijos

Mônica

Aproveite para conhecer as receitas do blog aqui. Se o problema for falta de criatividade na hora de preparar as refeições, clique em nossos Cardápios Semanais. E para conhecer livros que podem ajudar na cozinha, vá até nossa Biblioteca

Mais 15 situações difíceis de se lidar em uma festa de aniversário

Veja o que você pode fazer para reverter algumas saias-justas

1 – Dois pais se animam tanto em uma discussão que acabam realmente brigando
Na hora:
o primeiro passo é avisar os adultos que, apesar de estarem em uma festa de crianças, já passaram da fase de resolver tudo na mão. Com sorte, apenas essa piada já aliviará o ambiente. Em último caso, peça ajuda e faça os dois se retirarem da festa, pelo menos até acalmarem os ânimos.

Para nunca mais acontecer: seja sempre simpática e atenta quando notar discussões mais calorosas. Vá lá e mude o assunto.

2 – Você descobre que um dos salgadinhos está estragado
Na hora:
tire o tal salgadinho de circulação imediatamente e, caso alguém já tenha comido, avise a pessoa (ou os pais da criança) e se desculpe. O constrangimento não vale a intoxicação de um convidado. Se alguém passar mal, acompanhe até o pronto socorro mais perto e fique lá até ter certeza de que está tudo bem.

Para nunca mais acontecer: de sua tia querida do interior até a empresa chique que cria comidas extravagantes, exija sempre a perfeição.

3 – Um adulto bebe demais
Na hora:
é o fim! Mas pode acontecer. Aí, funciona como festa de adulto. Tire o inadequado de cena. Peça ajuda para alguém conhecido levá-lo embora. E o mais rápido possível pois as crianças não precisam passar por esse tipo de coisa. Se for um dos pais de colegas, distraia a criança o quanto puder enquanto alguém telefone para o outro companheiro socorrê-lo.

Para nunca mais acontecer: reveja seus conceitos. Quem disse que festa de criança realmente precisa ter bebida alcoólica para os adultos?

4 – É sua primeira festa e você descobre que não tem nada em comum com os outros pais da escola
Na hora:
a festa é um acontecimento social do seu filho, e não seu. Então, respire fundo, fale sobre o tempo e apenas escute o que os outros estão falando, sem dar grandes opiniões. A própria escola pode render alguma conversa. Outra saída é ser simpática, cumprimentar a todos, e manter o foco nas crianças, afinal elas precisam mesmo ser supervisionadas e você é a anfitriã.

Para nunca mais acontecer: vocês todos escolheram aquela escola, logo, algo deve existir de comum ao grupo. Pode demorar um tempo, mas você vai descobrir alguma coisa. Mantenha-se aberta ao novo!

5 – Na última hora você descobre que comprou o material errado para a atividade, e que o escolhido vai estragar a roupa dos convidados
Na hora:
se a atividade ainda não começou, tem duas saídas: mude os planos e invente outra coisa para fazer, ou improvise aventais para as crianças não se sujarem – vale até correr para uma loja de bairro e comprar camisetas tamanho G. Mas se a descoberta se deu tarde demais, só resta pedir desculpas para os pais e se comprometer a cobrir os prejuízos (e torcer para eles serem tão refinados quanto você e deixarem isso pra lá).

Para nunca mais acontecer: leve uma amiga com experiência em festas infantis na hora de fazer as compras.

6 – Seu filho chora porque tem medo do Parabéns
Na hora:
se a festa é sua, simplesmente dispense o Parabéns. O aniversário é do seu filho e esta data tem que ser lembrada por ele como um momento feliz e não de terror. Você não deve satisfações a ninguém por respeitá-lo. Transforme o Parabéns em outro tipo de brincadeira e avise os convidados que ele será mais divertido. Na festa dos outros colegas, simplesmente disfarce e vá dar uma volta no quarteirão enquanto cantam. Mas volte correndo para o bolo!

Para nunca mais acontecer: experimente cantar o Parabéns de forma mais lenta, baixinho e com poucas pessoas. Com o tempo, o ritual vai parecer menos dramático para o seu filho.

7 – Seu filho tem medo e foge dos bonecos contratados por uma fortuna
Na hora:
apesar do preço alto que se paga, é muito normal crianças de até uns 4 anos terem medo dos bonecos (e, vamos combinar, algumas vezes eles realmente são uns terrores). Não precisa ter vergonha desse medo. Um dia ele se acostuma. Por enquanto, vale distraí-lo com outros “cantos” da festa.

Para nunca mais acontecer: quando sentir mais segurança na criança, vá se aproximando dos bonecos. Vale até apelar para o melhor amigo que já perdeu o medo. Se ele continuar, evite os bonecos na próxima festa.

8 – Você passa por uma situação crítica horas antes da festa, como descobrir que seu marido quer o divórcio ou que a família foi a falência
Na hora:
seu filho não tem culpa e esse é o dia dele. Além disso, cancelar a festa não fará seu marido mudar de opinião ou nascer uma árvore de dinheiro no seu quintal. Resolva uma coisa de cada vez. Peça ajuda para alguma amiga, que possa apóia-la inclusive psicologicamente, e siga em frente com a festa.

Para nunca mais acontecer: infelizmente, não temos esse poder.

9 – Você descobre que te deram um presente que foi o dado por outro pai em um aniversário passado
Na hora:
seja educada acima de tudo. Finja que nada esta acontecendo e agradeça o presente. O importante é seu filho se divertir depois com ele.

Para nunca mais acontecer: que tal se sair com uma frase do tipo: “Parece que este brinquedo é mesmo uma sensação entre a garotada. Todos os anos vemos crianças ganhando, não é mesmo?”. O pão duro pode se tocar que não engana ninguém.

10 – Um convidado chega sem presente e seu filho reclama na frente dele
Na hora:
diga que a mãe do convidado não teve tempo de comprá-lo e que o mais importante é a presença do amigo.

Para nunca mais acontecer: é difícil evitar, mas depois da festa explique ao seu filho que o comentário não foi legal e que ele pode passar pela mesma situação algum dia.

11 – Um convidado desanda a chorar
Na hora:
Os pais estão ali? Confirme que eles sabem do ocorrido, se mostre solidária e disposta a ajudar. No caso de uma criança sozinha, descubra o que aconteceu e tente acalmá-la. Distrair com uma brincadeira nova sempre dá certo. Se for manha, deixe-a chorar sem dar muita atenção e ela logo vai parar quando notar que não tem platéia. Mas se nada funcionar, ligue para os pais pedindo socorro.

Para nunca mais acontecer: outra situação difícil de prever. Você pode, pelo menos, dar um toque para os pais quando notar que uma criança ainda não tem condições de ficar sozinha em uma festa.

12 – Seu filho (ou um convidado) quebra um brinquedo do buffet
Na hora:
quando o brinquedo é do buffet, geralmente basta ensinar a criança a pedir desculpas e só. Esse tipo de situação já está prevista no orçamento da festa.

Para nunca mais acontecer: ficar de olho no seu filho se ele for do tipo “destruidor” pode ajudar (mas não anular a questão).

13 – Seu filho diz que não gostou do presente na frente do convidado
Na hora:
tentar consertar a situação pode ser pior. Finja na hora que não ouviu e lembre ao seu filho que ele precisa agradecer. Mais tarde, converse sobre o que aconteceu e diga que a pessoa que o presenteou pode ficar chateada.

Para nunca mais acontecer: se o seu filho é do tipo que diz tudo o que vem à mente sem pensar antes, vale um bate-papo antes da festa para lembrá-lo das regrinhas básicas de educação.

14 – Você bolou uma festa em que não dá para chamar a classe inteira do seu filho
Na hora:
é mesmo o caso? Para os maiores é até aceitável pois elas próprias têm seus grupinhos dentro da classe. E você pode realizar uma festa mais íntima mesmo, como um chá da tarde, ou uma ida ao restaurante preferido da galera. Mas no caso de crianças pequenas a situação é mais delicada. A não ser que você crie uma festa só de meninas ou só de meninos, por exemplo. Em todos os casos, vale ligar para a casa dos pais, convidando um a um, pedindo discrição pois não vai convidar todo mundo.

Para nunca mais acontecer: depende de você. Até que seja natural que seu filho queira chamar apenas alguns amigos da classe, faça festas onde todos possam ir.

15 – Você preparou uma roupa especial para a festa e ele não quer usar de jeito nenhum
Na hora:
conte que é uma comemoração especial e, que nessas ocasiões, é legal usar uma roupa diferente. Se não tiver jeito, veja se consegue convencê-lo a usar a roupa apenas em uma parte da festa ou desista da idéia e deixe-o curtir a festa.

Para nunca mais acontecer: deixe que ele participe da escolha e não compre peças muito rebuscadas. É importante que ele possa brincar e se divertir no aniversário sem se preocupar se vai estragar o traje novo.