• JUNTE-SE A NÓS NAS REDES SOCIAIS:

Como resolver problemas em festa de aniversário


Festa de aniversário sempre rende muitas histórias, trágicas na hora, engraçadas depois. Mesmo assim, tem coisa que a gente não precisa passar! Publico abaixo mais uma matéria que fiz para a revista Crescer, sobre problemas em festas de aniversário (clique aqui para o link original).

Boa festa!

beijos

Mônica

E se algo der errado?

Você passa meses pensando no tema do aniversário, prepara a decoração, monta o cardápio, convida os amigos do seu filho, escolhe uma roupa linda para ele usar e, quando chega o momento especial, alguma coisa não sai como você esperava. Festa, como tudo na vida, também pode ter imprevistos. O jeito, então, é ter jogo de cintura e contornar a situação com muito bom humor. Aqui, as nossas dicas para lidar com as saias-justas mais comuns nas festas das crianças

Mônica Brandão

1. O bolo “sofre um acidente” ou não fica pronto na hora

Na hora: padaria… cadê você? Corra e compre outro sem estresse. Se o estrago não for muito grande, seja criativa e invente uma nova cobertura com o que tiver à mão. Granulado e confeitos coloridos podem ajudar.
Para nunca mais acontecer: busque o bolo no dia da festa, mas com antecedência. E tente diminuir os riscos na hora de levá-lo à mesa. Tentar tirar as crianças do caminho já ajuda bastante.

2. Seu filho fica doente no dia da comemoração

Na hora: ligue para o pediatra. Se for uma doença leve, não contagiosa, como uma gripe, por exemplo, vale a pena manter a festa, até porque a própria criança já estará cheia de expectativas. Nem que for para ela marcar presença apenas no parabéns e nas brincadeiras mais leves, e depois desmaiar o resto do dia. Mas se o caso for mais sério, peça ajuda de um parente/ amigo/ conhecido generoso para avisar os convidados e cancele a festa.
Para nunca mais acontecer: impossível administrar doenças de criança. O que dá para fazer é, dias antes da festa, tentar manter uma rotina tranquila, evitar o contato com outras pessoas doentes e por aí vai.

3. Falta bebida ou comida na festa

Na hora: não espere a situação ficar visível. O jeito é pedir para algum parente ou amigo mais próximo sair disfarçadamente da festa, correr em uma padaria e comprar complementos.
Para nunca mais acontecer:
invista na confirmação de presença dos convidados, para saber quantas pessoas vêm (não esqueça de contar irmãos e pais das crianças). Tente calcular quanto cada um vai comer e beber: para cada adulto ou criança maior de 5 anos, conte 10 salgados, 5 doces e 1 litro de refrigerante. Para os menores, calcule a metade de cada item, com exceção dos doces. O que sobrar você congela ou faz as boas e velhas caixinhas para os parentes levarem para casa.

4. A equipe de monitores deixa você na mão

Na hora: ligue para saber o que ocorreu. Pode acontecer de eles estarem perdidos pelo bairro. Se não vierem mesmo, paciência. Acione os parentes e amigos e relembre velhas brincadeiras: pega-pega, passa anel.. Lembra que na sua infância não precisava de monitor para brincar?
Para nunca mais acontecer: ou você assume essa função ou só contrata empresas “garantidas” pelos amigos.

5. Um convidado se machuca

Na hora: se o machucado é leve e sem consequências, acalme a criança, com água ou um gelinho mágico, por exemplo. Mas se é algo sério, como um corte ou uma febre, procure os pais. Um dos anfitriões deve acompanhá-los caso seja necessário ir ao pronto-socorro. E se o casal não estiver na festa, trate de achá-los (por isso é importante ter o telefone dos pais sempre). A ajuda do seu pediatra também vale. Mas avise os responsáveis antes de medicar ou tomar qualquer decisão mais importante.
Para nunca mais acontecer: dá apenas para diminuir as chances de um acidente. Transforme o local da festa em um ambiente seguro, sem quinas e fios soltos, por exemplo. E tenha sempre à mão um kit completo de primeiros socorros.

6. Um pai “esquece” de buscar o filho depois da festa

Na hora: tente localizar os pais. Vá com calma. Uma emergência pode ser a causa do atraso. Enquanto isso, fique com a criança – leve-a para sua casa se a festa foi em outro local e deixe seu telefone lá. Mantenha o convidado o mais tranquilo que conseguir.
Para nunca mais acontecer: exija a presença desses pais na próxima festa! Ou já combine da criança dormir na sua casa.

7. Duas crianças brigam

Na hora: chame as crianças no canto e converse tentando entender o que aconteceu. Se uma delas for seu filho, não adianta exagerar na bronca nesse momento. Muitas vezes, ele até teve suas razões para se comportar assim e se sentirá injustiçado. Converse e explique que não é batendo nos outros que se resolve um problema. Também ensine que há maneiras mais legais de resolver essas questões. Mas se a culpa for mesmo dele, faça-o pedir desculpas.
Para nunca mais acontecer: relaxe. É impossível isso nunca mais acontecer.

8. A festa era em um parque e no dia chove. Improvisar ou desmarcar?

Na hora: por que não improvisar uma grande bagunça em casa? Pipoca, hambúrguer, filmes, videogames, leitura de livros, jogos, gincanas… Mude seus planos, as crianças vão adorar a festa da mesma forma. Desmarque apenas se não houver mesmo outra saída, como você morar em um apartamento minúsculo e sem salão de festas.
Para nunca mais acontecer: não tem como administrar o tempo. Mas você pode deixar claro, no convite, que a festa depende de um lindo dia de sol. E tenha traçado um plano B caso isso não aconteça.

9. A luz acaba no meio da comemoração

Na hora: As crianças sabem como se divertir em qualquer situação. Apele para velas (cuidado com os pequenos) e lanternas, duas coisas que elas adoram! Vale inventar brincadeiras, como caça ao tesouro, ou aproveitar para cantar o parabéns no escuro. Se o bolo não estiver na mesa, corte-o antes, dê um pedaço a cada convidado e coloque velinhas neles. Todo mundo vai poder assoprar a sua e fazer um pedido especial! E ligue para a empresa responsável pela energia para descobrir quando o assunto será resolvido.
Para nunca mais acontecer: não dá para você controlar o fornecimento de luz. Então, tente sempre um estoque de velas ou lanternas no local da festa.

10. Um convidado insiste em levar mais de uma lembrancinha

Na hora: explique que, caso ele leve um brinde a mais, outra criança convidada poderá ficar sem. Mas diga que, caso sobre algum, você dará um extra para ele.
Para nunca mais acontecer: calcule algumas lembrancinhas a mais, principalmente se os convidados tiverem irmãos que não irão à festa. E, se o brinde for muito especial, não se esqueça que os adultos poderão pedir um também!